segunda-feira, 24 de julho de 2017

Visitar Paris - Disneyland Paris









Quem for a Paris e não for à Disney, é como ir a Roma e não ver o Papa. É uma experiência que qualquer criança e adulto deve viver pelo menos uma vez na vida. É um lugar mágico, sobretudo para os mais pequenos. Os olhos do Simão brilhavam ao ver as suas personagens favoritas. A mim, nunca me encantou muito e, desta vez, achei que tinha parado no tempo: sem grandes novidades em termos de atracções em relação há 20 anos atrás e houve imensos problemas técnicos que levaram ao fecho e evacuação de atracções várias vezes por dia. Não se tratando propriamente da festa da aldeia, e estando a falar de uma Disney, achei inadmissível. 

Na minha opinião, as atracções ou são demasiado radicais ou muito bebés. Mas conseguimos divertir-nos sendo que a nossa preferida foi a montanha russa Big Thunder Mountain e o Star Tours (o pequeno ficou fã da série). Nunca tinha ido ao Parque Walt Disney Studio e vale a pena a visita mas não é prioritário. Centra-se mais na área dos filmes e dos seus bastidores. A atracção do Ratatouille foi a nossa preferida.



A Parada é linda, e conta com várias das personagens Disney. O Simão só ficou triste porque a Ana e a Elsa (Frozen) nunca estão disponíveis para fotos. O espectáculo dos 25 anos não nos cativou. Mas o espectáculo de luz à noite - Disney Illuminations,  é de cortar a respiração, com luzes, água, fogo de artifício. Deixa-nos literalmente de boca aberta e a sonhar. Maravilhoso, mesmo!



Comer na Disney é caro e péssimo. Pelo menos para o primeiro dia, venham prevenidos com comida. O parque tem inúmeros locais para encher as garrafas de água. Muitos dos restaurantes fecham muito cedo. À noite sobram meia dúzia de locais muito caros e péssimos. No último dia jantámos umas tostas mistas gordurosas e pagamos quase 50 euros! Mas às 21h00 já não havia mais opções disponíveis. 

Aconselho mesmo a adquirirem os bilhetes online, directamente no site da Disney. Foi o sítio mais barato que encontrei. Depois é só imprimir. 

Em relação à estadia, podem optar por ficar hospedado num hotel do Parque, mas não é para todas as bolsas. A vantagem é que as entradas do parque estão incluídas e que podem entrar no parque duas horas antes da abertura oficial, o que permite fazer as atracções mais concorridas mais facilmente. Nós ficámos num hotels associado que fica muito próximo do  Parque e oferece transfer entre o hotel e o Parque. Ficámos no Kyriad e gostámos muito. O quarto é simples mas tem tudo para uma estadia confortável em família, o pequeno-almoço buffet é muito variado, tem serviço gratuito para guardar as malas. Para chegar à Disney desde Paris, aconselho mais uma vez o RER C, uma opção acessível e rápida. 


3 comentários:

Cherry disse...

Sempre foi o meu sonho visitar a Disney. Mesmo agora em adulta, acredito que seja maravilhoso na mesma, há sempre uma criança dentro de nós :).
Beijinhos,
Cherry
Blog: Life of Cherry

Carpe Diem disse...

Não podia concordar mais. A experiência de ir à Disneyland Paris fica connosco para sempre, sejamos adultos ou crianças. Eu fui e recomendo, excepto a alimentação que não é nada de especial!

♥Cat disse...

Nunca lá estive (nem em Paris) mas é um destino que ainda quero conhecer!